1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Pentágono: mulher atirou em si mesma em de base

Estadão Conteúdo

25 Agosto 2014 | 12h 38

Alayne Conway, porta-voz do Pentágono, disse que a atiradora não feriu ninguém, além dela mesma

Steve Helber/AP
Autoridades disseram que a militar portava uma arma no interior do prédio de quatro andares, onde fica a sede do Comando de Apoio de Armas Combinadas do Exército

Fort Lee, Virgínia, 25/08/2014 - O Exército dos Estados Unidos informou que relatos iniciais indicam que um soldado do sexo feminino voltou a arma contra si e disparou um tiro, provocando um ferimento, no interior da base de Fort Lee, Virgínia.

Alayne Conway, porta-voz do Pentágono, disse que a atiradora não feriu ninguém, além dela mesma. Ela disse, porém, que não tinha detalhes sobre a situação da militar.

A instalação foi fechada por razão de segurança na manhã desta segunda-feira, após aviso de que um "atirador ativo" estava no local. O Departamento de Segurança Interna usa o termo "atirador ativo" para descrever alguém que esteja ativamente tentando matar pessoas, geralmente em área povoadas, sem um padrão específico de escolha de vítimas.

Autoridades disseram que a militar portava uma arma no interior do prédio de quatro andares, onde fica a sede do Comando de Apoio de Armas Combinadas do Exército.

A Universidade Virginia Commonwealth informou que um paciente foi levado a seu Centro Médico, mas não forneceu mais detalhes.

A instalação militar foi reaberta. Fort Lee fica a 200 quilômetros de Washington e a cerca de 40 quilômetros do sul de Richmond, capital do Estado da Virgínia. Segundo o Exército, trata-se da terceira maior instalação de treinamento militar do país. Fonte: Associated Press.