Peruana é eleita nova presidente do Parlamento Andino

O Parlamento Andino votou ontem nos novos integrantes de sua direção, segundo informou hoje o colombiano Alejandro Callejas, secretário-geral das atas do Parlamento. A nova presidência ficou com a peruana Rosamarina León. Os vice-presidentes serão o equatoriano Fausto Lopera e o colombiano Oscar Darío Pérez. A Bolívia não participou do pleito por causa de dívidas com o órgão.

AE-AP, Agencia Estado

24 Novembro 2009 | 16h23

Callejas disse que, no início da sessão, foi informado que a delegação boliviana está em dívida com o Parlamento desde 2007. Atualmente, a conta está em US$ 125 mil. Callejas ressaltou que a Bolívia não foi expulsa nem sofrerá qualquer punição. Um senador da situação boliviana, Gastón Cornejo, chegou a dizer que a Bolívia poderia ser expulsa do grupo pela dívida, mas Callejas negou essa versão.

O organismo, criado em 1979 e sediado em Bogotá, conta atualmente com uma representação de cinco legisladores de cada um de seus membros: Colômbia, Equador, Peru e Bolívia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.