Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Internacional

Internacional » Pesquisa aponta que Suíços rejeitaram proposta para facilitar expulsão de estrangeiros

Internacional

MARTIAL TREZZINI|EFE

Pesquisa aponta que Suíços rejeitaram proposta para facilitar expulsão de estrangeiros

Emissora de TV do país anunciou que polêmico projeto prevendo a expulsão de estranheiros que cometerem crimes deve ser rejeitado por 59% da população, que foi às urnas neste domingo

0

Associated Press,
O Estado de S.Paulo

28 Fevereiro 2016 | 13h14

Genebra - Os eleitores suíços rejeitaram proposta, apresentada por um partido nacionalista, que previa a expulsão automática de estrangeiros que cometam crimes, inclusive, de menor gravidade. A informação é da emissora pública Swiss SRF, horas depois do fechamento das urnas.

A SRF citou o grupo de pesquisa política gfs.bern, com a projeção de que a medida seria rejeitada por 59% dos eleitores, com base em resultados parciais de algumas áreas de votação.

O resultado é uma derrota para o Partido do Povo Suíço, que tinha feito campanha pela regra. A rejeição é também uma reviravolta em relação às pesquisas de opinião do ano passado, que haviam previsto que a proposta seria aceita.

Se a proposta tivesse passado, a lei teria a previsão de expulsão de qualquer estrangeiro, seja para crimes graves, como homicídio, ou de menor gravidade, como ameaça a funcionários ou dar falso testemunho - desde que estes crimes fossem cometidos duas vezes em um espaço de 10 anos.

Uma ampla coalizão de partidos políticos e especialistas legais saiu contra o plano nos últimos meses, argumentando que ele era "desumano", e que efetivamente, as novas regras criariam um sistema de justiça de dois níveis, que trataria mais de 2 milhões de estrangeiros na Suíça - cerca de um quarto da população - com maior rigidez. Fonte: Associated Press

 

Mais conteúdo sobre:

Comentários