1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Polícia da Tailândia retoma algumas áreas ocupadas

AE - Agência Estado

14 Fevereiro 2014 | 03h 34

Centenas de policiais na Tailândia retomaram algumas áreas de Bangcoc ocupadas por manifestantes contrários ao governo da primeira-ministra Yingluck Shinawatra. Policiais de capacetes e escudos derrubaram barreiras de areia que bloqueavam uma grande avenida próxima à Casa do Governo da Tailândia. O complexo estava fechado desde dezembro.

Essa área está localizada no centro de Bangcoc e é um dos vários bairros nos quais os manifestantes ocuparam cruzamentos e obrigaram ministérios a fecharem e reabrirem em outros lugares.

Não houve sinais de resistência dos manifestantes, que abandonaram a área e se reagruparam em outro local antes de a polícia chegar.

Os manifestantes demandam que a administração de Yingluck seja trocada por um conselho não eleito do povo, que implantaria reformas necessárias a acabar com a corrupção.

A polícia pediu cooperação dos manifestantes à medida que se aproximaram da zona de protesto. "É necessário que a polícia libere essa área. Para sua própria segurança, por favor siga estritamente as instruções da polícia", anunciaram em megafones.

Os policiais derrubaram tendas e procuraram por armas. As autoridades disseram que foram confiscados estilingues, fogos de artifícios e vários materiais que poderiam ser usados para a elaboração de explosivos.

Até o momento, a polícia evitou dispersar os manifestantes por medo de ocasionar uma violência maior.

A operação dessa sexta-feira, agendada em um dia de feriado nacional, quando os escritórios do governo não abrem, marcou a primeira vez em três meses no qual a polícia conseguiu liberar alguma área de protesto. Mesmo assim, os manifestantes continuam a ocupação em vários outros locais no centro de Bangcoc. Fonte: Associated Press.