Polícia usa gás lacrimogêneo para conter protestos na Grécia

Dezenas de milhares de pessoas saíram às ruas contra pacote de austeridade a ser anunciado em troca de ajuda financeira.

BBC Brasil, BBC

01 Maio 2010 | 08h45

Milhares de pessoas foram às ruas de Atenas, na Grécia, neste 1º de maio para protestar contra as medidas de austeridade prometidas pelo governo em troca de um pacote de ajuda econômica.

Em Atenas, a polícia usou gás lacrimogêneo contra estudantes que faziam uma passeata em frente ao prédio do Ministério das Finanças. Agências de notícias estimam que o protesto reúne dezenas de milhares de pessoas.

Cenas semelhantes se repetiram na cidade de Tessalônica, no norte do país, onde os estudantes também confrontaram a polícia, invadiram lojas e vandalizaram bancos.

As manifestações deste sábado foram convocadas por sindicatos e partidos de esquerda contrários às medidas, que devem incluir cortes de salários e aposentadorias e a elevação na carga de impostos.

Os detalhes serão anunciadas no domingo pelo primeiro-ministro grego, George Papandreou, que já avisou ao país que se prepare para um período de austeridade.

Também no domingo, quando também os lideres dos países da zona do euro devem se reunir para aprovar a ajuda.

Em pesquisas de opinião, mais de 50% dos gregos perguntados disseram que estão dispostos a sair às ruas para evitar as medidas.

Os cortes estão sendo colocadas pela União Européia como condição para um pacote de socorro que poderia chegar a 120 bilhões de euros (cerca de R$ 275 bilhões) nos próximos três anos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.