Policial afegão mata seis colegas a tiros e é morto

Incidente envolvendo oficial que abre fogo contra forças de segurança já é o segundo no país

Agência Estado e Associated Press,

30 Novembro 2009 | 15h19

Um policial afegão abriu fogo em um posto de controle no sudoeste do Afeganistão, matando seis colegas policiais e ferindo outros dois antes de ser morto, informou o chefe da polícia provincial nesta segunda-feira, 30.

 

Veja também:

especial30 anos de violência e caos no Afeganistão

 

O incidente, a segunda vez na qual um policial afegão atirou nos colegas em menos de dois meses, é uma lembrança dos desafios que as tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) enfrentam enquanto trabalham com o governo afegão para construir uma força policial que seja capaz de prover segurança e permitir que no futuro as tropas estrangeiras deixem o país.

 

O tiroteio na província de Nimroz, no sul afegão, aconteceu na manhã do domingo no distrito de Khash Rod, disse o chefe da polícia da província, o general Abdul Jabar Perdeli. "Um dos nossos policiais abriu fogo contra seus colegas no posto de controle", disse Perdeli, acrescentando que foi aberta uma investigação sobre os motivos do ataque.

 

Segundo ele, o principal suspeito pelo ataque fugiu para o distrito de Dil Aram, onde foi identificado por uma patrulha da polícia e soldados do exército. A patrulha tentou parar o suspeito, mas ele começou um novo tiroteio e foi morto.

Mais conteúdo sobre:
Afeganistão violência policial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.