1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Prazo para buscar caixa-preta por som se aproxima do fim

AE - Agência Estado

28 Março 2014 | 12h 49

Equipes de busca provavelmente terão poucos dias para encontrar as caixas-pretas do voo MH370 da Malaysia Airlines usando equipamentos de alta tecnologia submarina, em meio ao deslocamento do foco da operação para uma área do sul do Oceano Índico do tamanho da Polônia.

Com cerca de 30 dias de vida útil total de bateria, o equipamento da caixa-preta conhecido como "pinger", que emite pulsos de som para revelar sua localização, silenciará por volta do dia 7 de abril. Quando isso ocorrer, os investigadores terão pouca escolha a não ser procurá-la por meio de uma exaustiva varredura do remoto e em grande parte não mapeado fundo do oceano, uma operação que pode levar anos.

Autoridades da Austrália aguardavam na sexta-feira a chegada de um navio de defesa australiano em Perth, no Estado de Western Australia, que pode transportar um equipamento capaz de detectar a caixa-preta até a nova zona de buscas, cerca de 1,1 mil quilômetros a nordeste da área anterior. Assim que o navio australiano deixar o porto, navegará por vários dias antes de chegar a uma posição onde é possível usar o equipamento embaixo d''água.

O Pinger Locator-25, ou TPL-25, fornecido pela Marinha dos EUA é um hidrofone (microfone que detecta ondas sonoras embaixo d''água) sensível que pode descer a uma profundidade de cerca de 1 mil metros acima do fundo do oceano. Ele foi projetado para detectar sons exatamente como os ruídos emitidos por caixas-pretas de um avião, disse Christopher Johnson, gerente de relações com a mídia do Comando Naval de Sistemas Marinhos dos EUA. De acordo com Johnson, dois funcionários da Marinha norte-americana e oito empreiteiros civis receberam a tarefa de operar o sistema no mar. Ele alertou, entretanto, que o equipamento tem alcance limitado, o que pode restringir a sua utilidade. "Identificar onde o avião caiu é crítico, já que precisamos estar relativamente perto para o sistema funcionar", salientou. O TPL-25 consegue detectar sons apenas dentro do raio de uma milha.

O navio que deve transportar o sistema para a área de buscas, ADV Ocean Shield, ainda estava a caminho de Perth vindo de Sydney nesta sexta-feira. O Departamento de Defesa da Austrália confirmou apenas que o navio chegará à zona de busca "nos próximos dias". Fonte: Dow Jones Newswires.