1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Premiê da Ucrânia diz que plano de paz de Putin é uma farsa

O Estado de S. Paulo

03 Setembro 2014 | 14h 24

Para Yatseniuk, presidente russo quer enganar o Ocidente e evitar novas sanções antes da reunião de cúpula da Otan

KIEV - O primeiro-ministro da Ucrânia, Arseni Yatseniuk, afirmou nesta quarta-feira, 3, que as propostas do presidente russo, Vladimir Putin, para a paz na Ucrânia, tinham o objetivo de enganar o Ocidente às vésperas de uma reunião de cúpula da Otan e evitar novas sanções contra Moscou.

Mais cedo, Putin disse que ele e o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, haviam concordado amplamente sobre como encerrar o conflito no leste ucraniano. O presidente russo apresentou sete medidas, entre elas a troca de prisioneiros, a criação de uma corredor humanitário para refugiados e o envio de suprimentos de ajuda humanitária.

"O plano real de Putin é destruir a Ucrânia e restaurar a União Soviética", disse Yatseniuk em um comunicado. "Todos os acordos anteriores feitos com a Rússia - em Genebra, na Normandia, em Berlim e em Minsk - foram ignorados descaradamente pelo o regime russo",acrescentou.

Para Yatseniuk, o melhor plano de paz para o leste ucraniano deveria ter apenas um ponto: a retirada das tropas russas e das milícias separatistas das regiões rebeldes Donetsk e Luhansk.

Após acusar a Rússia de querer "eliminar a Ucrânia e restabelecer a URSS", o primeiro-ministro acrescentou que seu país "espera decisões da Otan e da UE para interromper o agressor". / EFE e REUTERS