Premiê que defendeu guerra no Iraque é reeleito na Austrália

O primeiro-ministro conservador da Austrália, John Howard, foi reeleito para um quarto mandato consecutivo nas eleições realizadas ontem no país. Howard foi um dos maiores defensores da guerra no Iraque e prometeu manter os 850 soldados australianos no país "o quanto for necessário". Seu partido deve inclusive aumentar a maioria no Parlamento, segundo projeções. O principal concorrente do premiê, o trabalhista Mark Latham, já admitiu derrota nas eleições. Seu partido havia prometido retirar os soldados do Iraque até o fim do ano. Apesar de os trabalhistas australianos terem sido contrários à guerra no Iraque, analistas dizem que a campanha eleitoral no país foi baseada principalmente em questões internas da Austrália, como a economia. Veterano x jovem Os 13 milhões de eleitores australianos puderam escolher entre Howard, um político veterano, e Latham, jovem e carismático. A derrota dos trabalhistas foi atribuída por analistas ao temor dos eleitores de que a inexperiência de Latham pudesse arriscar a retomada econômica da Austrália. A performance geral do Partido Trabalhista nas eleições foi considerada por observadores como "um desastre". Durante a campanha, acreditava-se que os trabalhistas ainda tinham chance de chegar ao poder.

Agencia Estado,

10 Outubro 2004 | 08h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.