Premier afastado por denúncias volta ao poder na Bélgica

O ex-primeiro-ministro da Bélgica Yves Leterme liderará novamente o governo do país. A principal tarefa dele será, nesta nação bilíngue, conter as disputas entre os flamengos de língua holandesa e os francófonos da Valônia. Em dezembro do ano passado, Leterme renunciou em meio a um escândalo financeiro ligado à quebra do Banco Fortis. Desde então, foi absolvido no caso e atuava como ministro das Relações Exteriores.

AE-AP, Agencia Estado

25 Novembro 2009 | 11h03

Um comunicado divulgado hoje pelo rei belga, Albert II, afirma que Leterme foi nomeado primeiro-ministro após Herman Van Rompuy renunciar formalmente. Na semana passada Rompuy se tornou o primeiro presidente da União Europeia (UE). Os dois políticos democratas-cristãos falam holandês e integram a coalizão federal governista de Democratas-Cristãos, Liberais e Socialistas. A coalizão segue em vigor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.