Presidente de Taiwan propõe governo de coalizão

O presidente de Taiwan, Chen Shui-bian, propôs nesta sexta-feira para que seja formado o primeiro governo de coalizão da história do país. Chen fez o anúncio durante um discurso sobre seu primeiro ano de mandato e disse que o poder deve ser dividido com os políticos da oposição após as eleições legislativas de dezembro. A eleição de Chen, do Partido Progressivo Democrático, para a presidência, no ano passado, irritou os integrantes do Partido Nacionalista, que ficou no comando de Taiwan por mais de cinco décadas. Os nacionalistas, que têm a maioria no Parlamento taiwanês, não estão dispostos a cooperar com o novo governo e sempre barram as propostas do presidente no Congresso. A proposta tenta encerrar com as disputas políticas em Taiwan, que estão atrapalhando a recuperação econômica do país. "Apenas encerrando essa disputa interna é que conseguiremos vencer a batalha do desenvolvimento econômico", disse Chen durante um pronunciamento em cadeia nacional. Lu Ya-li, professor de ciências políticas da Universidade Nacional de Taiwan, disse que a implementação de um governo de coalizão será muito complicada, pois os dois partidos têm opinões divergentes. "Para dois partidos políticos trabalharem juntos, é necessário que nenhum deles tenha grandes diferenças ideológicas", disse.

Agencia Estado,

18 Maio 2001 | 02h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.