1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Presidentes que homenagearam Chávez são 'parasitas', diz líder opositor venezuelano

- Atualizado: 07 Março 2016 | 09h 15

Henry Ramos Allup, presidente da Assembleia Nacional, dirigiu criticas especialmente ao boliviano, Evo Morales; líder da MUD, Jesus "Chúo" Torrealba, disse que homenagens eram 'necrofilia'

CARACAS - O presidente do parlamento da Venezuela, o opositor Henry Ramos Allup, chamou no domingo, 6, de "parasitas" os presidentes e primeiros-ministros que compareceram às cerimônias de homenagem aos três anos da morte do ex-presidente Hugo Chávez.

"Desta vez os parasitas internacionais que participaram do funeral voltaram como vieram: de mãos vazias, pois dólares não há", escreveu Ramos Allup, líder do partido Ação Democrática, no Twitter.

Deputado Henry Ramos Allup foi escolhido pela oposição venezuelana como novo presidente do Parlamento

Deputado Henry Ramos Allup foi escolhido pela oposição venezuelana como novo presidente do Parlamento

As críticas foram especialmente destinadas ao presidente da Bolívia, Evo Morales, que viajou a Caracas acompanhado pelos presidentes da Nicarágua, Daniel Ortega, de El Salvador, Salvador Sánchez Cerén, além dos primeiros-ministros de São Vicente e Granadinas, Ralph Gonsalves, e de Antígua e Barbuda, Gaston Browne.

"Haverá julgamento e prisão para o criminoso Evo Morales quando ele abandonar a presidência. Igual destino terão seus companheiros de quadrilha de outros países", garantiu Ramos Allup.

O líder da Mesa da Unidade Democrática (MUD), a aliança de partidos opositores venezuelanos, Jesus "Chúo" Torrealba, chamou as homenagens a Chávez, que começaram no sábado e seguem ao longo de dez dias, de um "ato de necrofilia".

"Não temos tempo para disputas estéreis, em que confundem política com necrofilia. O nosso objetivo é mudar o presente para ter algum futuro", escreveu Torrealba também em sua conta no microblog. / EFE

Venezuela realiza homenagens a Chávez pelos 3 anos de sua morte
REUTERS/Marco Bello
Chávez

Partidários de Nicolás Maduro levam cartazes de Chávez para celebrações 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em InternacionalX