AP Photo/Carolyn Kaster
AP Photo/Carolyn Kaster

Primeiro-ministro do Japão visitará Pearl Harbor no fim de dezembro

Shinzo Abe anunciou nesta segunda que irá à base americana atacada em 1941 - episódio que deixou mais de 3,5 mil mortos e motivou a entrada dos EUA na 2.ª Guerra - junto do presidente americano, Barack Obama

O Estado de S. Paulo

05 Dezembro 2016 | 11h18

TÓQUIO - O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, anunciou nesta segunda-feira, 5, que visitará a base de Pearl Habor junto com o presidente americano, Barack Obama, durante uma viagem ao Havaí entre 26 e 27 de dezembro.

O anúncio ocorre na semana da celebração do 75° aniversário do ataque japonês - em 7 de dezembro de 1941 a estação naval e militar americana foi atacada, deixando mais de 3,5 mil mortos e motivando a entrada dos EUA na 2.ª Guerra.

"Quero utilizar esta oportunidade para mostrar meu respeito às vítimas. Nossa aliança é muito importante e uma esperança para o mundo atual", disse o político japonês. A visita de Abe será a primeira de um primeiro-ministro do Japão em atividade a esta base naval e ocorre depois que sua mulher, Akie, depositou oferendas de flores no local em agosto.

Em maio, Obama fez história ao se transformar no primeiro presidente dos Estados Unidos em exercício em visitar a cidade japonesa de Hiroshima, sobre a qual há 71 anos as tropas americanas lançaram uma bomba nuclear que matou 140 mil pessoas durante a 2.ª Guerra.

"A visita de Obama a Hiroshima e sua mensagem de que é preciso conseguir um mundo sem armas nucleares chegou ao coração de muitos japoneses", apontou Abe. Neste sentido, o primeiro-ministro do Japão explicou que durante os últimos quatro anos desenvolveu com Obama "uma relação para promover a paz e a prosperidade na região da Ásia-Pacífico". / EFE e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.