AP Photo/Matt Dunham
AP Photo/Matt Dunham

Príncipe Harry anuncia casamento com atriz americana

Eles se conheceram em julho de 2016 e vão se casar no ano que vem; noiva é divorciada e cena de seriado em que tirou camisola foi parar em site pornô

O Estado de S.Paulo

27 Novembro 2017 | 20h49

O caçula da princesa Diana, o rebelde príncipe Harry, se apaixonou pela atriz americana Meghan Markle e anunciou que eles vão se casar no ano que vem. “Soube que era ela desde o primeiro momento em que nos vimos”, afirmou Harry ao lado de Meghan nos jardins do Palácio de Kensington, em Londres, onde viverão. A atriz americana disse estar “muito feliz”, enquanto exibia o anel de noivado. A aliança, que foi desenhada pelo próprio Harry, conta com três diamantes, dois deles pertencentes a Diana. 

Harry, de 33 anos, e Meghan, de 36, se conheceram em julho de 2016, em Londres, por meio de amigos em comum. A rainha Elizabeth e seu marido, príncipe Philip, expressaram satisfação com o casamento. Em razão da Lei de Sucessão, o príncipe precisa pedir permissão à avó para se casar. 

Meghan é filha de pai branco e mãe negra, frequentou um colégio católico, fez um curso de comunicação social e seguiu a carreira de atriz – seu papel mais conhecido até agora talvez seja o de uma advogada na série Suits. O curioso é que ela é tudo o que a monarquia britânica rejeitava até há pouco tempo. O rei Eduardo VIII teve de renunciar ao trono para casar com uma mulher divorciada – também americana. Além disso, até 2015 o casamento com uma católica colocaria o príncipe fora da linha de sucessão. 

+ Em clima de festa, príncipe William e Kate se casam

Este será o primeiro casamento real em sete anos e tem boa aceitação entre os britânicos. “O casamento mostra que Harry é um homem moderno, não uma criatura estranha vinda de outro planeta, como os membros da Casa Real às vezes são percebidos”, disse Penny Junor, biógrafa do príncipe.

Há um ano, a relação de Harry e Meghan ficou conhecida. Uma semana depois, a Casa Real expressou descontentamento pelo “sexismo” e “racismo” de parte da imprensa contra a atriz. O erro de Meghan teria sido tirar a camisola em uma cena do seriado, que acabou indo parar em um site de vídeos pornô. / AFP 

Mais conteúdo sobre:
Príncipe Harry Meghan Markle

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.