Procuradoria afegã investiga 15 ministros e ex-ministros

O escritório do procurador-geral do Afeganistão informou que atuais e ex-ministros do país estão sendo investigados por suspeitas de corrupção. O governo do presidente Hamid Karzai sofreu diversas críticas por esse tipo de crime nos últimos anos. O vice-procurador-geral Fazel Ahmad Faqiryar disse hoje que seu escritório investiga três atuais membros da administração e 12 ex-ministros.

AE-AP, Agencia Estado

24 Novembro 2009 | 14h49

Em seu discurso de posse do segundo mandato, na semana passada, Karzai se comprometeu a prender os culpados pela corrupção. Líderes internacionais ameaçaram bloquear o auxílio militar e civil ao país, caso Karzai não combata esse tipo de crime. Os líderes acompanham com atenção as atitudes governamentais nessa área.

Mais conteúdo sobre:
Afeganistão investigação ministros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.