1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Protestos no Paquistão causam distúrbios em Islamabad

Estadão Conteúdo

18 Agosto 2014 | 05h 21

Protestos pedindo a renúncia do governo do Paquistão causaram distúrbios no cotidiano da capital, Islamabad. Dezenas de milhares de pessoas chegaram à cidade nos últimos dias para participar das demonstrações.

O político e ex-jogador de críquete Imran Khan e o clérigo Tahir-ul-Qadri, que convocaram os protestos, pedem a realização de novas eleições após denúncias de fraude no pleito de 2013. O primeiro-ministro Nawaz Sharif não deu demonstrações de que aceitaria negociar.

Os líderes pedem que a população permaneça nas ruas até que o primeiro-ministro renuncie, o que aumenta os temores de instabilidade política no país, que passou pela primeira transferência de poder democrática no ano passado.

As demonstrações têm afetado principalmente a região chamada de zona vermelha, que abriga instalações governamentais, órgãos oficiais e embaixadas.

Na semana passada, o governo começou a usar Containers para bloquear as entradas da capital e centenas de veículos trazendo manifestantes bloqueiam as ruas causando trânsito caótico.

O clima, no entanto, permanece festivo, apesar das preocupações sanitárias com a quantidade de pessoas nas ruas sem acesso a banheiros ou suprimento apropriado de água e comida. Segundo a polícia, os protestos agrupam cerca de 30 mil pessoas. Fonte: Associated Press.