Putin pede leis globais contra o terror

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, deu nesta sexta-feira seu apoio aos ataques norte-americanos contra o Afeganistão durante uma reunião dos países pertencentes à Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec), pedindo a seus representantes que façam tudo que puderem para trabalhar em conjunto para combater o terrorismo. Putin - que se reunirá em Xangai com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, durante o fim de semana - deverá discutir quais as possibilidades de substituir o governo linha-dura do Taleban, se este for derrotado pelas forças britânicas e norte-americanas. Nesta sexta-feira, o líder russo reiterou seu apoio à guerra contra o terrorismo iniciada por Bush após os ataques suicidas de 11 de setembro, quando foram destruídas as duas torres do World Trade Center, em Nova York, e uma ala do Pentágono, em Washington, foi seriamente danificada. Leia o especial

Agencia Estado,

19 Outubro 2001 | 20h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.