Quase todas os líderes dos 'camisas vermelhas' se entregam

Oito dos nove líderes estão em poder das forças de segurança da Tailândia

Efe,

24 Maio 2010 | 03h52

BANGCOC - Oito dos nove líderes dos "camisas vermelhas" já se entregaram às forças de segurança da Tailândia depois que nesta segunda-feira, 24, dois dos últimos que restavam se renderam, informaram fontes oficiais.

Suthachai Yimprasert e Samyot Pruksakasaemsuk se colocaram esta manhã à disposição da Polícia em Bangcoc, e agora somente Arisman Pongruangrong permanece foragido e provavelmente esteja escondido nas zonas rurais do norte do país.

Pongruangrong é um ex-cantor transformado em ativista, que há um mês ficou famoso por escapar dos soldados que queriam detê-lo utilizando uma corda para descer, enquanto as câmeras de televisão gravavam tudo.

Os outros dirigentes da Frente Unida para a Democracia e contra a ditadura foram se entregando a partir da quarta-feira passada, quando começou a operação militar para despejar os "camisas vermelhas" do centro de Bangcoc, que tinham ocupado durante dois meses.

Enquanto isso, milhares de moradores puseram mãos à obra nas tarefas de limpeza das montanhas de lixo e escombros que os protestos deixaram na cidade.

Mais conteúdo sobre:
camisas vermelhas, Tailândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.