Chris Jackson/Pool
Chris Jackson/Pool

Rainha Elizabeth II celebra 91.º aniversário

Apesar de não ter compromissos formais agendados, as tradicionais salvas de canhão devem homenagear a monarca no Hyde Park e na Torre de Londres

O Estado de S.Paulo

21 Abril 2017 | 04h26
Atualizado 21 Abril 2017 | 13h11

LONDRES - A Rainha Elizabeth II comemora nesta sexta-feira, 21, seu 91.º aniversário com uma cerimônia simples na capital britânica. A monarca não tem compromissos formais para a data e costuma comemorar seu aniversário reservadamente com a família. As tradicionais salvas de canhão devem homenagear a monarca no Hyde Park e na Torre de Londres.

Elizabeth II nasceu em 21 de abril de 1926 quando Galvin Goolidge era presidente dos EUA e Joseph Stalin havia tomado o controle da União Soviética há pouco tempo. No dia 13 de outubro de 2016, ela se tornou a rainha e chefe do Estado viva com mais tempo de reinado, após a morte do rei da Tailândia Bhumibol Adulyadej, que dirigiu os destinos do país por mais de 70 anos.

Elizabeth assumiu o trono britânico aos 25 anos no dia 6 de fevereiro de 1952, dia em que seu pai, George VI, morreu. Desde então, testemunhou muitos avanços que transformaram o mundo.

Ela foi a primeira monarca britânica a enviar uma mensagem à Lua, em 21 de julho de 1969, durante a missão Apolo 11; a enviar um e-mail, em 26 de março de 1976; a organizar um concerto público no quintal do Palácio, e a publicar uma mensagem no Twitter, em outubro de 2014, entre outros feitos históricos.

A soberana também preside a Commonwealth, composta por 54 membros, incluindo 15 ex-colônias onde ela ainda é a soberana, como Austrália e Canadá. 

Apesar da idade, Elizabeth II regularmente assume responsabilidades oficiais, mesmo tendo reduzido o número de atividades nos últimos anos. As atribuições têm sido passadas para outros membros da família Windsor, como os príncipes Charles, William e Harry. 

Pesquisas indicam que ela continua muito popular na Grã-Bretanha. A rainha tem um aniversário oficial em junho, para quando costuma adiar os festejos públicos para aumentar as possibilidade de ter um bom tempo durante as festas, e facilitar que milhares de britânicos saiam às ruas para comemorar a ocasião. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Elizabeth II Grã-Bretanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.