Rebeldes capturam segunda maior cidade de Libéria

Rebeldes liberianos tomaram a segunda maior cidade do país, superlotada de refugiados, nesta segunda-feira. Com essa vitória, o governo do presidente Charles Taylor perde seu último acesso portuário importante ao exterior fora da capital, Monróvia, que sofre um pesado cerco. Benjamin Yeaten, um porta-voz do governo, confirmou a queda da cidade de Buchanan, 60 km ao sul de Monróvia. O grupo rebelde que tomou Buchanan é o segundo maior do país, o Movimento pela Democracia na Libéria. Yeaten disse que o governo prepara uma contra-ofensiva. Durante a invasão pelos rebeldes, o escritório em Buchanan do grupo de ajuda internacional Merlin foi saqueado, segundo representantes do Merlin baseados em Monróvia. A capital sofre um cerco sangrento imposto pelo maior grupo rebelde, Liberianos Unidos pela Reconciliação e Democracia.

Agencia Estado,

28 Julho 2003 | 17h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.