1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Rebeldes culpam governo da Ucrânia por mortes de civis

Estadão Conteúdo

18 Agosto 2014 | 16h 10

Os rebeldes separatistas do leste da Ucrânia culparam o governo de Kiev pela morte de dezenas de civis que tentavam fugir dos intensos confrontos na região. O autoproclamado vice-primeiro-ministro dos insurgentes de Donetsk, Andrei Purgin, insistiu que o ataque não foi realizado por suas forças de segurança.

"Se alguém foi morto, não foi por nós, mas pelo Exército ucraniano", ele afirma. Purgin disse que não tinha informações sobre o que ocorreu, mas que a localização do ataque informada pelo governo ucraniano correspondia a uma estrada controlada pelo Exército.

O porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Ucrânia, Andriy Lysenko, disse a repórteres nesta segunda-feira que um comboio cheio de refugiados foi bombardeado. "Muitas pessoas morreram, entre elas mulheres e crianças", disse o porta-voz. "Não fomos capazes de contar o número de mortos neste momento."

Lysenko informou que o ataque ocorreu entre as cidades de Khryashchuvate e Novosvitlivka, localizadas na principal rodovia que leva da cidade rebelde de Luhansk à Rússia. A estrada é provavelmente a que o comboio com ajuda humanitária russa deve tomar se a Ucrânia permitir que os veículos entrem no país. Fonte: Associated Press.