Rebeldes explodem linha de trem na Índia; um morre

Oito vagões explodiram matando uma mulher na hora; 5 dos 30 passageiros estão em condição crítica

Associated Press

20 Novembro 2009 | 03h54

Um trem de passageiros sofreu sabotagem após rebeldes maoistas explodirem um trecho da linha ferroviária no leste da Índia, matando uma pessoa e ferindo outras 30, disse um oficial nesta sexta-feira, 20.

Os rebeldes explodiram os trilhos um pouco antes do trem passar através da área pouco populosa do estado de Jharkhand na quinta-feira, 19, à noite, disse Sindhu Hembram, um inspetor-geral de polícia.

Oito dos vagões do trem explodiram matando uma mulher na hora, Hembram disse. Cinco dos 30 passageiros feridos estão em condição crítica, disse B.N. Mete, um oficial da ferrovia.

No local do acidente trabalha uma equipe, abaixo do solo, para limpar e reparar a linha do trem, que uma das principais rotas que ligam as cidades de Calcutá e Mumbai.

Os rebeldes, que dizem ter sido inspirados pelo líder revolucionário chinês Mao Zedong, tem combatido por mais de três décadas em busca de terra e emprego para os trabalhadores do campo e para os mais pobres. Milhares de pessoas, incluindo polícia, militantes e civis, tem morrido pela violência dos anos recentes.

Os rebeldes estão convocando para uma greve de 24 horas em Jharkhand nesta sexta-feira para protestar contra as eleições da próxima semana para legislativo do estado.

Mais conteúdo sobre:
Índia trem explosão atentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.