Refém britânico é morto no Iraque, diz emissora de TV

O engenheiro britânico Ken Bigley, de 62 anos, que havia sido seqüestrado em 16 de setembro no Iraque, foi assassinado, segundo informações veiculadas por uma emissora de televisão de Abu Dhabi. Bigley estava em poder do grupo do jordaniano Abu Musab Al Zarqaui, ligado à Al Qaida. Na Inglaterra, a emissora de TV Sky News também deu a notícia citando como fontes pessoas ligadas à Downing Street e a Westminster (residência oficial do primeiro ministro e o parlamento), mas o governo afirmou não ter ainda a confirmação do assassinato.

Agencia Estado,

08 Outubro 2004 | 09h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.