Repórter detido na quarta-feira é solto no Irã

Um repórter da France Presse detido na quarta-feira foi libertado neste sábado, confirmou a própria agência de notícias. Farhad Pouladi, um repórter da AFP em Teerã, já está novamente em sua residência.

AE, Agencia Estado

07 Novembro 2009 | 15h54

"Eu estou em casa, estou bem", relatou Pouladi, em conversa com o chefe interino da sucursal da agência no país, Jay Deshmukh. Mais cedo, a agência estatal Irna havia divulgado a libertação, afirmando que houve uma autorização do procurador-geral de Teerã para a soltura.

Pouladi foi preso na manhã de quarta-feira por três agentes de segurança, dois uniformizados e um à paisana, segundo testemunhas. Ele estava trabalhando na cobertura da comemoração da invasão da embaixada norte-americana em Teerã, em 4 de novembro de 1979. Neste ano, o tradicional evento foi ofuscado por protestos contra a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad, em junho.

Pouladi estava de carona em uma moto quando foi parado. O motorista do veículo disse que os agentes confiscaram o celular do repórter e então o levaram. A AFP protestou contra a prisão e pediu a imediata libertação do jornalista. Na sexta-feira, o procurador Abbas Jaffari Doulatabadi disse que seu escritório estava investigando o caso. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Teerâ repórter libertação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.