Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Internacional

Internacional » Republicanos moderados ainda buscam candidato

Internacional

REUTERS|Chris Keane

Republicanos moderados ainda buscam candidato

Com queda de Rubio em New Hampshire e fraco desempenho de Bush, ala menos radical fica sem aposta clara

0

Cláudia Trevisan, CORRESPONDENTE / WASHINGTON,
O Estado de S.Paulo

10 Fevereiro 2016 | 20h35

A ala moderada do Partido Republicano continua sem um nome claro nome em quem apostar na disputa pela indicação do candidato à sucessão do presidente Barack Obama. Depois de terminar em terceiro lugar em Iowa, o senador Marco Rubio caiu para sexto nas primárias de New Hampshire, enquanto o governador de Ohio, John Kasich, conquistou a segunda maior votação, atrás apenas de Donald Trump.

O resultado manteve incerto o destino dos votos dos eleitores que rejeitam o bilionário do setor imobiliário e o senador texano Ted Cruz, terceiro colocado em New Hampshire, com 11,7%. A preferência desse grupo está fragmentada entre vários candidatos, nenhum dos quais demonstrou até agora ter força suficiente para confrontar Trump e Cruz.

O preferido dos moderados e da liderança tradicional do partido era o ex-governador da Flórida Jeb Bush, mas seu desempenho tem sido decepcionante. Em New Hampshire, ele terminou em quarto lugar, com 11%. O resultado deu fôlego para sua continuidade na disputa, mas está longe de garantir preferência entre os moderados.

“Ele gastou US$ 35 milhões em New Hampshire e tem o sobrenome Bush. Conseguir só 11% dos votos está longe de ser um bom resultado”, disse Kyle Kondik, editor do Sabato’s Crystal Ball, publicação sobre eleições do Centro de Política da Universidade de Virgínia. A quantia desembolsada por Bush foi recorde entre os republicanos. Cruz, por exemplo, gastou apenas US$ 1 milhão e teve mais votos que o ex-governador da Flórida.

Rumos. Ontem, a ex-CEO da Hewllett Packard, Carly Fiorina, anunciou sua saída da disputa. Segundo a imprensa americana, o governador de New Jersey, Chris Christie, seguirá o mesmo caminho. Christie integra a ala moderada do partido e seus votos deverão migrar para preferidos dos líderes republicanos que permanecerem no confronto com Trump e Cruz.

Depois de ficar em segundo lugar em Iowa, Trump foi o grande vencedor de New Hampshire e ganhou impulso para ampliar sua vantagem na Carolina do Sul, próximo Estado a realizar primárias, no dia 20. A média das mais recentes pesquisas calculada pelo site RealClearPolitics dá ao bilionário 36% das intenções de voto. Cruz aparece em seguida, com 20%.

Kasich enfrenta os obstáculos de ser pouco conhecido, ser desprovido de uma base financeira robusta e ser considerado moderado demais para um eleitorado que demonstra simpatia por posições extremas, em ambos os partidos.

A falta de um nome de destaque entre os moderados indica que as primárias republicanas continuarão indefinidas pelo menos até abril e poderão se arrastar até a convenção do partido, em julho, avaliou Kondik.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.