Rússia vai privatizar setor elétrico

A Rússia aprovou a divisão de seu monopólio de eletricidade, conhecido como Sistema Unificado de Energia (UES). Depois de meses de negociações e acordos políticos, finalmente o setor será privatizado. O governo tentava aprovar a desestatização do setor desde a metade da década de 90. O plano é dividir a companhia em geradoras e fornecedoras de energia, além de criar uma controladora estatal, que operaria nacionalmente no sistema de transmissão. A medida é vista pelo governo russo como a única alternativa para evitar um desastre na área de fornecimento elétrico do país, informa a Dow-Jones. De acordo com um relatório da Arthur Andersen, uma mudança radical no sistema russo é a única maneira de evitar blecaute já em janeiro de 2002. Deficitário, o UES tem pouco dinheiro para investir em reparos da rede. Para piorar, muitos consumidores estão inadimplentes. A empresa informa que precisaria de cerca de US$ 35 bilhões em investimentos nos próximos nove anos para manter o sistema em funcionamento.

Agencia Estado,

21 Maio 2001 | 15h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.