Assine o Estadão
assine

Internacional

EUA

Sanders vence prévias democratas nos Estados de Washington e Alasca

Pré-candidato à Casa Branca superou a rival pelo partido, Hillary Clinton, que é considerada favorita nas consultas no Havaí

0

O Estado de S. Paulo

26 Março 2016 | 19h39

WASHINGTON - O senador Bernie Sanders venceu neste sábado, 26, o caucus (assembleia popular) do Alasca do Partido Democrata, superando sua única concorrente na disputa pela candidatura da legenda à presidência dos Estados Unidos, a ex-secretária de Estado e ex-primeira-dama Hillary Clinton, segundo as projeções dos principais jornais e redes de TV americanas.

Sanders tinha 79% dos 38% dos votos apurados, contra 21% de Hillary, e com isso deve conseguir a grande maioria dos 16 delegados em disputa no Estado que vão participar da convenção que definirá, em julho, quem será o candidato do partido.

Além da disputa no Alasca, Sanders também venceu o caucus no Estado de Washington, segundo projeções da imprensa dos EUA. Os democratas também realizaram neste sábado assembleias populares no Havaí - onde Hillary é apontada como favorita -, dentro do processo de eleições primárias nacionais para a escolha do concorrente à presidência.

Washington, que tem 101 delegados em jogo, e Alasca, com 16, realizam prévias na forma de caucus - fórmula de disputa pela qual Sanders obteve bons resultados contra Hillary até agora. Os dois Estados também têm porcentagens relativamente baixas de eleitores afro-americanos e hispânicos, grupos que favoreceram a ex-primeira-dama na corrida presidencial.

No Havaí, os pré-candidatos democratas disputam 25 delegados com base em uma "pesquisa de preferência presidencial", um sistema híbrido entre o caucus (os eleitores mostram suas preferências em reunião programada) e a primária tradicional (votam secretamente).

Sanders derrotou Hillary nas prévias de Idaho e Utah na terça-feira 22, mas a mulher do ex-presidente Bill Clinton terá a oportunidade de recuperar força em 19 de abril, quando serão realizadas primárias no Estado pelo qual ela foi senadora, Nova York.

Até agora, a ex-primeira-dama soma o apoio de 1.223 delegados obtidos em voto popular e o de 469 "superdelegados", membros do partido que são pré-designados e também votam na convenção nacional de julho, mas sem estarem atrelados aos resultados das primárias. Já Sanders conta com 929 delegados por voto popular e 29 "superdelegados". /NYT e EFE

Comentários