1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Sanders vence prévias democratas nos Estados de Washington e Alasca

- Atualizado: 26 Março 2016 | 19h 52

Pré-candidato à Casa Branca superou a rival pelo partido, Hillary Clinton, que é considerada favorita nas consultas no Havaí

WASHINGTON - O senador Bernie Sanders venceu neste sábado, 26, o caucus (assembleia popular) do Alasca do Partido Democrata, superando sua única concorrente na disputa pela candidatura da legenda à presidência dos Estados Unidos, a ex-secretária de Estado e ex-primeira-dama Hillary Clinton, segundo as projeções dos principais jornais e redes de TV americanas.

Sanders tinha 79% dos 38% dos votos apurados, contra 21% de Hillary, e com isso deve conseguir a grande maioria dos 16 delegados em disputa no Estado que vão participar da convenção que definirá, em julho, quem será o candidato do partido.

Bernie Sanders ao lado da mulher, Jane, durante campanha em Nevada

Bernie Sanders ao lado da mulher, Jane, durante campanha em Nevada

Além da disputa no Alasca, Sanders também venceu o caucus no Estado de Washington, segundo projeções da imprensa dos EUA. Os democratas também realizaram neste sábado assembleias populares no Havaí - onde Hillary é apontada como favorita -, dentro do processo de eleições primárias nacionais para a escolha do concorrente à presidência.

Washington, que tem 101 delegados em jogo, e Alasca, com 16, realizam prévias na forma de caucus - fórmula de disputa pela qual Sanders obteve bons resultados contra Hillary até agora. Os dois Estados também têm porcentagens relativamente baixas de eleitores afro-americanos e hispânicos, grupos que favoreceram a ex-primeira-dama na corrida presidencial.

No Havaí, os pré-candidatos democratas disputam 25 delegados com base em uma "pesquisa de preferência presidencial", um sistema híbrido entre o caucus (os eleitores mostram suas preferências em reunião programada) e a primária tradicional (votam secretamente).

Sanders derrotou Hillary nas prévias de Idaho e Utah na terça-feira 22, mas a mulher do ex-presidente Bill Clinton terá a oportunidade de recuperar força em 19 de abril, quando serão realizadas primárias no Estado pelo qual ela foi senadora, Nova York.

Até agora, a ex-primeira-dama soma o apoio de 1.223 delegados obtidos em voto popular e o de 469 "superdelegados", membros do partido que são pré-designados e também votam na convenção nacional de julho, mas sem estarem atrelados aos resultados das primárias. Já Sanders conta com 929 delegados por voto popular e 29 "superdelegados". /NYT e EFE

Pré-candidatos nos EUA estampam de bótons a canecas
AP Photo/Paul Sancya
Eleições nos EUA

Partidário do senador Marco Rubio participa de um dos eventos de campanha em Sanford, Flórida, com bóton e adesivo do candidato 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em InternacionalX