Bloomberg photo by Andrew Harrer
Bloomberg photo by Andrew Harrer

Senador democrata diz que Trump falou várias vezes 'países de m...'

Dick Durbin afirma que presidente americano mentiu ao usar o Twitter nesta sexta-feira para negar o uso da expressão ao se referir a imigrantes; governo do Haiti diz que, se provados, comentários do republicano são 'desagradáveis e abjetos'

O Estado de S.Paulo

12 Janeiro 2018 | 14h31

WASHINGTON - O presidente americano, Donald Trump, se referiu repetidamente a "países de m..." durante uma reunião na quinta-feira na Casa Branca para discutir a questão da imigração, afirmou nesta sexta, 12, o senador democrata Dick Durbin, que estava presente no encontro.

Para ONU comentário de Trump sobre imigrantes é 'racista e vergonhoso'

"O presidente tuitou esta manhã negando que utilizou essas palavras. Não é verdade. Ele disse essas coisas cheias de ódio, e as disse repetidamente. Fez essas declarações vis e vulgares, chamando essas nações de países de m...", afirmou Durbin à rede MSNBC.

No Twitter, Trump deu a entender que não descreveu países africanos e outras nações latinas como "países de m...". "Essa não foi a linguagem usada", escreveu.

Em um segundo tuíte, o republicano assegurou que nunca disse algo depreciativo sobre o Haiti. "Nunca disse qualquer coisa depreciativa sobre os haitianos, além de dizer que o Haiti é, obviamente, um país muito pobre e com muitos problemas", escreveu Trump.

No começo da tarde, em um evento em homenagem ao líder dos direitos civis Martin Luther King, Trump evitou falar sobre o caso e se negou a responder perguntas sobre se é um racista.

Comentário grosseiro de Trump é considerado 'racista' por congressistas e organizações civis

O chefe de Estado se reuniu na quinta-feira com senadores e deputados na Casa Branca para falar sobre uma proposta bipartidária que limitaria a reunificação familiar e o chamado programa "sorteio de vistos", em troca de evitar que centenas de milhares de jovens em situação irregular sejam deportados.

"Por que todas essas pessoas de países de m... vêm para cá?", perguntou Trump, segundo relataram fontes ao jornal The Washington Post. O The New York Times noticiou a mesma informação, citando pessoas próximas ao encontro.

O presidente se referia cidadãos e Haiti, El Salvador e países africanos. Ele sugeriu, ao mesmo tempo, que os Estados Unidos deveriam receber imigrantes de lugares como Noruega, país com cuja primeira-ministra se reuniu na quarta-feira. 

Reação haitiana

O governo do Haiti considerou nesta sexta-feira inaceitáveis e racistas as declarações de Trump, que teria se referido a essa e outras nações como "países de m...".

Trump e como minar a imagem de um país no Twitter

"O governo haitiano condena com a maior firmeza essas declarações desagradáveis e abjetas que, se provadas, serão inaceitáveis em todos os sentidos porque refletem uma visão simplista e racista completamente equivocada", assinalou Porto Príncipe em um comunicado. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.