Seul ameaça interceptar foguete norte-coreano

A Coreia do Sul anunciou ontem que pode interceptar um foguete norte-coreano que deve ser lançado em abril, caso ele entre em seu espaço aéreo. Os EUA afirmam que o disparo testará mísseis capazes de transportar uma ogiva nuclear. A Coreia do Norte diz que busca colocar um satélite em órbita.

SEUL, O Estado de S.Paulo

27 Março 2012 | 07h42

O iminente lançamento tem roubado a atenção da cúpula de segurança nuclear, que reuniu ontem representantes de 60 países em Seul.

"Estamos estudando medidas como rastrear ou abater partes do míssil norte-coreano, caso ele desvie de sua trajetória normal" e viole o espaço aéreo da Coreia do Sul, afirmou Yoo Won-shik, porta-voz do Ministério da Defesa sul-coreano. "Só podemos ver (o lançamento norte-coreano) como um ato muito inconsequente e provocativo", completou o militar.

Outro país que prometeu tomar medidas contra o disparo norte-coreano é o Japão. O governo japonês pretende manter mísseis terra-ar no centro de Tóquio em prontidão contra o possível lançamento de um foguete de longo alcance pela Coreia do Norte, disse o ministro da Defesa japonês, Naoki Tanaka. Além da instalação de uma bateria antimísseis na capital, sistemas de proteção serão colocados nas ilhas ao sul de Okinawa. /AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.