AFP PHOTO / KCNA
AFP PHOTO / KCNA

Coreia do Sul, Japão e EUA iniciam exercícios navais conjuntos para combater ameaça norte-coreana

No domingo, Donald Trump afirmou que está disposto a lidar sozinho com Pyongyang e seu programa nuclear militar caso a China não demonstre intenção de atuar

O Estado de S.Paulo

03 Abril 2017 | 03h42

SEUL - Coreia do Sul, Japão e EUA iniciaram nesta segunda-feira, 3, um exercício naval conjunto para contra-atacar a ameaça dos mísseis submarinos da Coreia do Norte, anunciou o Ministério da Defesa sul-coreano, em meio à inquietação com o programa armamentista de Pyongyang.

Cerca de 800 soldados participam dos exercícios de três dias, que começaram depois das declarações de domingo 2 do presidente americano, Donald Trump, de que está disposto a lidar sozinho com a Coreia do Norte e seu programa nuclear militar caso a China não demonstre a intenção de atuar.

"Se a China não solucionar (o tema) Coreia do Norte, nós o faremos", afirmou o magnata, de acordo com o jornal Financial Times.

A Coreia do Norte desenvolve um programa de mísseis intercontinentais para alcançar o território americano com armas nucleares. Até o momento, Pyongyang realizou cinco testes nucleares, dois deles em 2016.

Os exercícios navais começaram na costa sul da península, com a presença de destróieres e helicópteros especializados em combate. "O objetivo é assegurar uma resposta à ameaça submarina do Norte, em particular aos mísseis balísticos lançados de submarinos, e mostrar a forte determinação dos três países", informou o ministério sul-coreano. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.