Sharon diz que vai levar adiante plano de retirada de Gaza

O primeiro-ministro Ariel Sharon disse nesta segunda-feira, no parlamento israelense, que está determinado a levar adiante seu plano de retirada de judeus da Faixa de Gaza e de parte da Cisjordânia. "É um passo necessário em um período em que as negociações não são possíveis", disse Sharon. "Isso vai diminuir a hostilidade e vai nos levar em direção a um caminho de paz com os palestinos." Em discurso, Sharon apelou aos legisladores para que votem favoravelmente a seu plano unilateral para ajudar os israelenses a viver em paz depois de quatro anos de violentos conflitos com palestinos. Sharon espera que o parlamento aprove seu plano, que pode marcar a primeira vez em que Israel retira assentamentos judeus na Faixa de Gaza e na Cisjordânia. Palestinos vêem o plano com ceticismo e temem que Israel use a retirada para neutralizar a crítica internacional e fortalecer a ocupação de grande parte da Cisjordânia e do leste de Jerusalém, área que os palestinos lutam para ter em seu Estado.

Agencia Estado,

25 Outubro 2004 | 12h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.