ALEX RIBEIRO/AE
ALEX RIBEIRO/AE

Sobrevivente do Holocausto, Ben Abraham morre em São Paulo aos 90 anos

Jornalista nascido na Polônia resistiu ao confinamento imposto pelos alemães em Auschwitz; ele morava no Brasil desde 1955 e será enterrado domingo, às 11, no Cemitério Israelita do Butantã

O Estado de S. Paulo

09 Outubro 2015 | 18h24

Morreu nesta sexta-feira, 9, em São Paulo, Ben Abraham, jornalista que nasceu na Polônia em 1924 e sobreviveu ao Holocausto confinado no campo de extermínio de Auschwitz. Abraham completaria 91 anos em dezembro.

Quando presidiu a Associação dos Sobreviventes do Holocausto no Brasil, Abraham defendeu que os jovens aprendessem nas escolas o que aconteceu durante o Holocausto. 

"Hitler foi eleito nas eleições livres e democráticas. É preciso alertar em quem votar, para não sermos iludidos como aconteceu com o povo alemão", dizia ele. "É preciso aprender a história do passado para viver no presente e enfrentar o futuro com cabeça erguida."

Em 27 de janeiro foram completados 70 anos desde que o Exército Vermelho soviético libertava os prisioneiros do campo de extermínio de Auschwitz. A data foi escolhida pelas Nações Unidas para comemorar o Dia Internacional do Holocausto.

Abraham será enterrado domingo, às 11, no Cemitério Israelita do Butantã.

Mais conteúdo sobre:
Holocausto Auschwitz Ben Abraham

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.