Suicida-bomba mata 12 no Afeganistão

Outros 37 ficaram feridos no ataque que ocorreu a partir de uma motocicleta

Reuters e Agência Estado

20 Novembro 2009 | 04h18

Um suicida-bomba em uma motocicleta matou 12 pessoas, incluindo um policial, e ferindo 37 em um ataque na populosa área no sudoeste do Afeganistão nesta sexta-feira, 20, disse o chefe da polícia da província, Faqir Mohammad Askar.

Veja também:

especial 30 anos de violência e caos no Afeganistão

link Três morrem na última explosão por bomba no Paquistão

O ataque ocorreu um dia após o presidente afegão, Hamid Karzai, tomar posse para um segundo mandato prometendo buscar a pacificação do país e tirar das forças estrangeiras o controle sobre a segurança.

O homem-bomba atingiu uma área onde caminhões pesados estavam carregados com produtos que são transportados de Farah para a cidade vizinha, Herat. Segundo o governador da província, Rohul Amin, foram mortos um policial e 11 civis.

 

Amin disse ainda que, dos cerca de 37 feridos, a maioria civis, mais de uma dezena encontrava-se em estado grave. "O número de mortos pode aumentar", afirmou o governador. "O terrorista pilotando uma motocicleta explodiu-se numa praça principal próxima ao meu escritório de trabalho em minha residência", descreveu.

Farah, a principal província do deserto ao longo da fronteira com o Irã, é uma das áreas onde crescem os ataques insurgentes neste ano, assim como as bases talebans têm se expandido para oeste e norte. As tradicionais do grupo terrorista bases ficavam somente no sul e no leste.

Atualizada às 6h10

Mais conteúdo sobre:
Afeganistão suicida-bomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.