/ AFP PHOTO / Saul LOEB
/ AFP PHOTO / Saul LOEB

Guardas da NSA abrem fogo contra carro que pareceu tentar invadir agência

Um dos homens que estavam no veículo foi hospitalizado, outros dois, presos; incidente não tem relação com terrorismo, segundo as autoridades americanas

O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2018 | 11h36
Atualizado 14 Fevereiro 2018 | 17h50

FORT MEADE, EUA - Três homens que estavam dentro de um carro que pareceu tentar invadir as instalações da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos em Fort Meade, em Maryland, foram alvo de disparos na manhã desta quarta-feira, 14. Um deles foi hospitalizado após o incidente, e os outros dois, presos. De acordo com o FBI, a polícia federal americana, o incidente não tem relação com terrorismo.

O veículo, um SUV preto, avançou na direção do portão da agência de inteligência pouco antes das 7h locais (10h em Brasília). Guardas armados dispararam quando o carro violou os limites de segurança da NSA. "Parece que o fogo foi direcionado ao veículo", disse o agente especial do FBI Gordon Johnson. "A primeira questão que queremos responder é: O que colocou esses indivíduos nesse complexo esta manhã?"

+ Câmara dos EUA renova lei que permite monitoramento sem mandado da NSA

O motorista, segundo as informações iniciais, pode ter se confundido e tomado a direção das instalações da NSA. / REUTERS 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.