1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Televisa diz que sede da emissora foi atingida por carro-bomba no México

Associated Press

27 Agosto 2010 | 10h 09

Explosão teria ocorrido de madrugada; não houve vítimas, apenas danos materiais

 

MATAMOROS - O canal mexicano Televisa noticiou nesta sexta-feira, 27, uma explosão descrita como "um carro-bomba" perto de seus estúdios na capital do estado de Tamaulipas, no nordeste do México.

 

Carlos Loret Mola, apresentador do jornal matutino Primero Noticias, informou durante a transmissão que a explosão havia ocorrido nos primeiros momentos da sexta-feira em Ciudade Victoria, capital do Estado, que foi palco de um episódio de violência contra imigrantes ilegais na última semana, quando 74 corpos foram encontrados.

 

O apresentador disse que nenhum de seus companheiros se feriu, mas que houve danos materiais. Segundo ele, militares e policiais foram até o local, que agora está cercado e passa por checagem.

 

Loret detalhou que a explosão ocorreu por volta das 0h20 locais (2h20 em Brasília) e provocou a interrupção do sinal local da Televisa. As transmissões só foram restabelecidas pela manhã. As autoridades não comentaram o caso.

 

Posteriormente, as autoridades locais informaram que um outro veículo foi detonado perto do prédio da polícia de trânsito da cidade. Não houve feridos, apenas danos materiais.

 

Até agora, dois episódios semelhantes foram registrados no norte do México neste ano, e ao menos um deles foi atribuído a um grupo de traficantes. O primeiro carro-bomba foi detonado em 15 de julho, em Ciudad Juarez, localidade que faz fronteira com a cidade de El Paso, nos EUA. A explosão foi um ataque contra a Polícia Federal e deixou três mortos e nove feridos. O cartel de Juárez foi responsabilizado.

 

O segundo carro-bomba do ano explodiu no dia 6 de agosto, também em Ciudad Victoria, no estacionamento de prédios da polícia. Nesta caso, ninguém morreu e apenas dois policiais sofreram ferimentos leves.