Termina apuração no Afeganistão; Karzai é "claro vencedor"

A apuração da eleição presidencial no Afeganistão termina com o presidente do governo provisório, Hamid Karzai, como o "claro vencedor", informa um especialista. Cerca de 100 caixas repletas de cédulas de votação ainda estão sob investigação por suspeita de fraude, mas o principal responsável técnico pela contagem dos votos disse que o trabalho está efetivamente "feito e acabado". "São apenas essas últimas questões para aprovar", disse David Avery à Associated Press, antes que o resultado saia oficialmente. "Não há nada que possa alterá-lo". Karzai, nomeado presidente após a queda do Taleban em 2001, precisa de mais de 50% dos votos para evitar um segundo turno e conquistar um mandato de cinco anos. De acordo com o porta-voz Jawed Ludin, Karzai está "feliz e satisfeito" com a liderança que vem mantendo na apuração oficial, que lhe dá 55% dos votos. " "Se Deus quiser, ela continuará". O presidente conseguiu mais de 90% dos votos em partes do sul e do leste do país, onde sua etnia, a pashtun, tem maioria. Ele também lidera nas grandes cidades, mas rivais conseguiram votações expressivas no norte e no centro do país, dominados por minorias étnicas. Os investigadores dizem que há provas claras de fraude em diversas urnas, mas Não a ponto de pôr em dúvida a dianteira de Karzai.

Agencia Estado,

26 Outubro 2004 | 13h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.