Tiroteio em fábrica na Rússia deixa 1 morto e 2 feridos

Autor dos disparos, em comunicação com a emissora de rádio 'Business FM', se identificou como Ilya Averianov, diretor do estabelecimento

O Estado de S.Paulo

27 Dezembro 2017 | 11h04

MOSCOU - Pelo menos uma pessoa morreu nesta quarta-feira, 27, e outras duas ficaram feridas em um tiroteio em uma fábrica de doces num bairro no sudeste de Moscou, na qual uma pessoa continua entrincheirada, informaram fontes policiais da capital da Rússia.

O autor dos disparos, em comunicação com a emissora de rádio "Business FM", se identificou como Ilya Averianov, diretor da fábrica.

"Sou o diretor. Estou aqui entrincheirado... Com documentos falsos me tiraram a fábrica. Me arruinaram. Tenho oito filhos. Há quatro anos que estou brigando. Hoje pela manhã vim ao trabalho, vieram me pegar com pistolas, com armas...", disse Averianov à emissora.

O homem acrescentou que ele mesmo estava armado e que "lamentavelmente" matou um deles.

Segundo o Comitê de Instrução (CI) da capital russa, o ex-proprietário da fábrica começou a disparar depois de discutir com os membros da nova administração da empresa.

"O suspeito está dentro da fábrica e opõe resistência a sua detenção", disse um porta-voz do CI citado pela agência oficial russa "RIA Novosti". / EFE

Relembre: Ônibus invade passagem subterrânea em Moscou, deixando 4 mortos e 11 feridos

Mais conteúdo sobre:
Rússia Moscou [Rússia] ônibus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.