Tribunal alemão proíbe freiras de usar hábito na escola

O mais alto tribunal administrativo da Alemanha decidiu que as freiras vão ter que tirar os seus hábitos antes de pisar em qualquer escola do Estado de Baden-Württemberg, no sul do país, segundo a revista Der Spiegel. Os juízes alemães chegaram à conclusão de que uma lei estadual que proíbe o uso de símbolos religiosos na escola (semelhante à lei francesa) deve valer não apenas para mulheres que usam o véu islâmico, mas também para as religiosas católicas. O governo estadual de Baden-Württemberg queria permitir que as freiras continuassem a usar os seus hábitos. Agora, elas terão que se vestir como civis se quiserem continuar dando aulas, segundo a revista. Lei semelhante também causou grande polêmica na França. Lá, inclusive os alunos foram proibidos de portar elementos que façam referência a qualquer religião.

Agencia Estado,

10 Outubro 2004 | 09h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.