Tropas israelenses atacam sedes da polícia palestina

As sedes da polícia de dois povoados da Cisjordânia foram atingidas hoje por foguetes lançados de helicópteros israelenses, no segundo dia de atentados em represália a um ataque suicida no centro comercial de Israel. Não há registro de mortos. Os helicópteros atacaram as cidades de Jenin e Tulkarem, deixando nesta última 30 feridos. Em Jenin, foram atingidos os escritórios da guarda pessoal do líder Yasser Arafat e de um grupo de inteligência. O exército isralense disse que o ataque tinha objetivos terroristas que incluíram postos de comando das forças de segurança palestina. "O exército continuará combatendo o terrorismo palestino toda a vez que considerar apropriado", afirmou um porta-voz do exército israelense. Um palestino foi morto também na cidade cisjordana de Naplusa por solados israelenes que dispararam contra 700 manifestantes, depois do funeral de 11 palestinos mortos no ataque aéreo ocorrido ontem, afirmaram testemunhas e médicos da região.

Agencia Estado,

19 Maio 2001 | 11h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.