AP Photo/Evan Vucci
AP Photo/Evan Vucci

Trump pede a Bibi para 'segurar um pouquinho' os assentamentos

Em entrevista coletiva, presidente americano pergunta a Netanyahu se ele pode 'segurar' o avanço dos assentamentos israelenses nos territórios ocupados; primeiro-ministro israelense faz visita de Estado aos EUA

O Estado de S. Paulo

15 Fevereiro 2017 | 16h03

WASHINGTON - Durante uma entrevista coletiva conjunta, o presidente americano, Donald Trump, perguntou ao primeiro-ministro de Israel, Binyamin "Bib" Netanyahu, se ele pode "segurar um pouquinho" os assentamentos israelenses nos territórios coupados. Trump recebe Netanyahu em uma visita de Estado a Washington nesta quarta-feira, 15. 

"Eu gostaria que os assentamentos fossem segurados um pouquinho. Pode fazer isso?" perguntou Trump a Bibi, ao mesmo tempo em que assegurou que está aberto a negociar esse assunto. Há anos, esse tem sido um dos principais obstáculos para as negociações de paz entre palestinos e israelenses. 

Ao falar a jornalistas, Trump disse que a solução "de dois Estados parece ser a que será mais fácil" de ser alcançada para o conflito entre israelenses e palestinos. Mas se Israel e os palestinos "encontrarem uma alternativa melhor, ele os apoiará". O presidente também reforçou a ideia de transferir a Embaixada dos EUA em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém, que tem status internacional, mas disse que precisa cuidar da questão "com grande cuidado". 

Netanyahu, por sua vez, afirmou que os palestinos precisam "parar de ensinar" o ódio nas escolas e a "educar" seu povo a reconhecer Israel como um Estado judeu. "Ou teremos terroristas, radicais palestinos", afirmou. Netanyahu argumentou que os judeus são assim chamados por serem originários da "Judeia" e têm "conexão histórica" com sua terra. "Os palestinos negam o passado e envenenam o presente." 

 

Mais conteúdo sobre:
Donald Trump Binyamin Netanyahu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.