REUTERS/Kevin Lamarque
REUTERS/Kevin Lamarque

Trump recebe presidente da Colômbia para falar sobre drogas e Venezuela

Líder americano disse que o tráfico é "um grande problema" e a situação na Venezuela "é muito triste"

O Estado de S.Paulo

18 Maio 2017 | 20h43

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu nesta quinta-feira o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, para conversar sobre a produção e o tráfico de drogas, que classificou como um "grande problema" e sobre a situação "muito triste" vivida pela Venezuela.

"É uma grande honra ter aqui o presidente Santos. Vamos ter um longo diálogo. A Colômbia fez grandes avanços, mas estamos trabalhando para acabar com as drogas, porque temos um problema com as drogas. Um grande problema", disse Trump no início da reunião com o presidente colombiano no Salão Oval da Casa Branca.

Trump disse que as equipes de ambos os países estão "trabalhando muito bem" e que espera ter mais encontros com Santos no futuro.

"Vamos falar também sobre a Venezuela. O que está acontecendo na Venezuela é muito, muito triste", disse o presidente em resposta à pergunta de uma jornalista sobre o tema.

Santos não fez declarações à imprensa no início do encontro, o primeiro que ele realiza com o Trump. Ele espera falar com o presidente dos EUA sobre a implementação do acordo de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e da relação comercial entre os dois países.

Apesar de Trump não ter especificado qual o aspecto do "problema das drogas" que o preocupa, o governo dos EUA tem expressado inquietação pelo aumento das plantações ilegais de coca na Colômbia.

Segundo estimativas da Casa Branca, a produção potencial de cocaína pura na Colômbia atingiu nível recorde em 2016, com alta de 37%, enquanto a área cultivada da droga cresceu 18%. / EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.