1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Trump vira personagem de novela erótica gay

- Atualizado: 26 Janeiro 2016 | 22h 31

Livro de dez páginas que conta o romance do magnata com um carregador de malas torna-se sucesso na internet

WASHINGTON - O pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, se destaca como o herói protagonista de um romance erótico gay publicado há seis dias e que já se tornou o livro de temática gay mais vendido no portal Amazon.

O romance, intitulado Trump Temptation: The Billionaire and the Bellboy ("A Tentação de Trump: O Bilionário e o Carregador de Malas", em tradução livre), narra o picante encontro em Hong Kong entre o magnata imobiliário e um camareiro de Michigan.

A obra de ficção tem dez páginas e foi escrita em quatro horas pelo humorista Elijah Daniel, que prometeu no Twitter que ia ficar bêbado e escrever um romance erótico sobre Trump similar ao best seller erótico Cinquenta Tons de Cinza da escritora britânica Erika Mitchell.

Novela erótica gay com Donald Trump vira sucesso

Novela erótica gay com Donald Trump vira sucesso


"Vou ficar bêbado esta noite e escrever um romance sexual sobre Donald Trump como Cinquenta Tons de Cinza e colocá-lo no Amazon amanhã, juro por Deus", advertiu o humorista no dia 20 de janeiro.

Ele cumpriu a promessa e agora o romance se transformou no número 1 de vendas de Amazon em livros de temática erótica gay e no número 1 também em textos eletrônicos eróticos e de humor.

"Ele era um multimilionário, eu era um carregador de malas, poderia ter sido mais óbvio?", diz a contracapa do livro.

"Tudo começou numa fatídica tarde do verão de 2012. Eu estava trabalhando como carregador no Hotel Trump em Hong Kong em um programa de bolsas de estudos. Era a primeira vez que estava em uma grande cidade. Era tudo o que poderia ter sonhado e muito mais. Mas não imaginava que tudo estava a ponto de mudar", continua o texto do autor.

Até agora, o romance recebeu quase 200 comentários no Amazon, entre os quais se repetem as brincadeiras e os elogios ao autor.

"Após ler este relato sensual e obscuro sobre as aventuras do senhor Trump em Hong Kong, estou convencido de que podemos tornar os camareiros dos Estados Unidos de novo importantes", brincou um dos leitores da sátira em referência ao slogan de campanha do magnata.

O candidato à indicação republicana para as eleições presidenciais de 2016 é conhecido no país por seus comentários para "tornar a América de novo importante" e "trazer outra vez o sonho americano", através de conflituosas políticas, entre as quais se inclui a expulsão de todos os imigrantes ilegais.

Trump, líder nas pesquisas para as primárias republicanas, também propôs erguer um grande muro na fronteira com o México para evitar a chegada de "criminosos", assim como vetar de forma temporária a entrada de muçulmanos nos EUA, em resposta à ameaça do terrorismo jihadista. / EFE

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em InternacionalX