REUTERS/Pawel Kopczynski
REUTERS/Pawel Kopczynski

Turista americano é agredido na Alemanha após fazer saudação nazista

Polícia local afirma que o indivíduo foi identificado apenas como um homem de 41 anos, oriundo dos EUA, que estava ‘completamente bêbado’; autoridades ainda procuram pelo agressor

O Estado de S.Paulo

13 Agosto 2017 | 08h28
Atualizado 14 Agosto 2017 | 16h02

BERLIM - Um turista americano na Alemanha foi agredido por uma pessoa que passava pelo local depois que ele fez uma saudação nazista em frente a um cafeteria na cidade de Dresden, disse a polícia no domingo 13.

O episódio ocorreu na manhã de sábado quando o americano deixava o estabelecimento, chamado Europe, no distrito de Neustadt. A região é conhecida por ser uma parte liberal da cidade e bastante frequentada por estudantes.

O turista foi identificado apenas como um homem americano de 41 anos que estava "completamente bêbado", de acordo com informações da polícia. Ele ficou com poucos ferimentos, e o agressor fugiu do local.

Policiais afirmaram que o cidadão americano está sendo investigado por violar as leis alemãs que proíbem a divulgação de símbolos nazistas, e ainda procuram pelo agressor.

A saudação nazista - o braço direito reto, levemente inclinado e com a palma da mão para baixo - era usada como um cumprimento e um modo de expressar devoção ao líder Adolf Hitler durante o Terceiro Reich.

A Alemanha baniu o gesto após a 2.ª Guerra, assim como a negação do Holocausto e outros símbolos e sinais associados aos nazistas. Quem o faz, pode receber uma pena de três anos de prisão ou mais, porém os tribunais normalmente impõem uma multa. / THE WASHINGTON POST

Relembre: Apoiadores de Trump fazem saudação nazista

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.