AFP PHOTO / George OURFALIAN
AFP PHOTO / George OURFALIAN

Turquia e Rússia anunciam acordo para cessar-fogo em toda a Síria

De acordo com a agência turca pró-governo Anadolu, objetivo é colocar o plano em vigor à meia-noite desta quarta-feira; grupos considerados terroristas por estes governos não foram consultados

O Estado de S. Paulo

28 Dezembro 2016 | 11h51

ISTAMBUL - Turquia e Rússia chegaram a um acordo para um plano de cessar-fogo para toda a Síria, que deve entrar em vigor à meia-noite desta quarta-feira, 28, anunciou a agência turca pró-governo Anadolu. O plano tem como objetivo estender o cessar-fogo instaurado em Alepo a todo o país, mas exclui os "grupos terroristas", indicou a agência.

Em caso de sucesso, o acordo servirá de base para as negociações políticas entre o regime sírio de Bashar Assad e a oposição, que Moscou e Ancara desejam organizar em Astana, capital do Casaquistão. Na mesa de negociações se sentariam o governo sírio e todas as forças opositoras exceto os grupos definidos como terroristas.

O curso-sírio Partido da União Democrática e seu braço militar Unidades de Proteção do Povo, que combatem o Estado Islâmico (EI) no norte do país, poderiam ficar de fora das negociações porque Ancara os considera grupos terroristas. As conversas não devem incluir os Estados Unidos e devem ser distintas de negociações separadas mediadas pela Organização das Nações Unidas.

A Anadolu não informou onde e como o plano foi negociado, mas nas últimas semanas aconteceram reuniões entre Turquia, Rússia e representantes da oposição síria em Ancara. Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Turquia disse não ter comentários imediatos sobre a reportagem.

Desde o início da guerra na Síria, Rússia e Turquia manifestavam posições contrárias. Enquanto Moscou apoiava de modo veemente o regime de Assad, Ancara respaldava a oposição e pedia a saída do poder do presidente sírio. Nos últimos meses, no entanto, depois de superar a crise provocada pela derrubada de um caça russo pela Turquia na fronteira sírio-turca, os dois países iniciaram uma cooperação estreita na Síria.

A Turquia permaneceu em silêncio durante a ofensiva das tropas sírias, apoiadas pela aviação russa, contra o reduto rebelde no leste de Alepo, que permitiu ao regime conquistar a totalidade da segunda maior cidade do país. 

Rússia, Irã e Turquia disseram na semana passada que estão prontos para ajudar a mediar um acordo de paz após conversas em Moscou, onde adotaram uma declaração estabelecendo os princípios para que qualquer acordo possa ser implementado. / AFP, EFE e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.