EFE/Turkish President Press Office
EFE/Turkish President Press Office

Turquia volta a bombardear posições da guerrilha curda PKK no norte do Iraque

De acordo com a agência de notícia truca 'Anadolu', depósitos de munição e refúgios do grupo nas montanhas de Kandil, reduto do PKK, foram bombardeados nesta quinta-feira

O Estado de S. Paulo

07 Abril 2016 | 11h35

ISTAMBUL  - As Forças Aéreas turcas lançaram outra operação contra os quartéis no norte do Iraque do Partido de Trabalhadores de Curdistão (PKK), a guerrilha curda da Turquia, informa nesta quinta-feira, 7, a agência "Anadolu".

Dez caças-bombardeiros do tipo F-16 e F-40 2020 lançaram bombas contra depósitos de munição e refúgios do PKK nas montanhas de Kandil, a retaguarda da guerrilha, segundo a agência.

Este tipo de operação aérea ficou mais frequente nas últimas semanas, à medida que se recrudesceram os combates com a guerrilha curda e seus simpatizantes urbanos no sudeste da Turquia.

Na noite de quarta-feira, um membro das milícias curdas pró-governo morreu em um tiroteio com o PKK na província sudeste de Bitli, confirmou hoje o Estado-Maior em comunicado.

Também houve combates na província de Tunceli, onde a polícia matou um guerrilheiro e feriu outro, e na cidade de Silopi, onde voltou a ser ampliado o toque de recolher que tinha estado em vigor entre dezembro e março.

Além disso, a polícia matou nesta madrugada dois supostos membros do PKK durante uma operação na cidade de Bolu, no noroeste da Turquia, uma zona fora do âmbito habitual de atuações da guerrilha.

Ainda durante a madrugada, a polícia esvaziou vários edifícios próximos a uma casa suspeita de uma célula do PKK e depois tentou deter os supostos militantes, provocando uma troca de tiros que se prolongou até o amanhecer e durante a qual morreram os dois suspeitos e um agente ficou levemente ferido. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Turquia curdos PKK

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.