1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Ucrânia diz que tropas russas na Crimeia dobraram para 30 mil

O Estado de S. Paulo

07 Março 2014 | 11h 14

Moscou afirma que as únicas forças que possui na região são aquelas como base em Sebastopol

KIEV - A Rússia tem atualmente 30 mil militares na região ucraniana da Crimeia, quase o dobro do número divulgado pelo governo de Kiev no início da semana, disseram guardas de fronteira da Ucrânia nesta sexta-feira, 7.

Serhiy Astakhov, assessor do chefe do serviço de guardas da fronteira, disse à Reuters que o número é uma estimativa que inclui as tropas que chegaram na semana passada e os militares da frota russa no mar Negro, que têm base permanente no porto de Sebastopol.

Tropas militares que ocuparam a península da Crimeia na semana passada não possuem insígnias em seus uniformes, mas dirigem veículos com placas militares russas. Moscou afirma que as únicas tropas que possui na região são aquelas como base no porto de Sebastopol.

A Ucrânia diz que milhares de tropas extras chegaram e foram espalhadas pela península ocupada, violando o tratado que regulamenta a base militar. O governo ucraniano havia informado nesta semana que 16 mil militares russos estavam na Crimeia.

Em comunicado nesta sexta-feira, o presidente russo, Vladimir Putin, disse que o novo governo de Kiev impôs "decisões absolutamente ilegítimas para as regiões leste, sudeste e a Crimeia" e que Moscou "não pode ignorar pedidos por ajuda neste tema, agindo de acordo e cumprindo totalmente a legislação internacional."/ REUTERS