1. Usuário
Assine o Estadão
assine

UE diz que quer solução política na Ucrânia

AE - Estadão Conteúdo

30 Agosto 2014 | 09h 20

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, disse neste sábado que a União Europeia está comprometida com uma solução política para a crise geopolítica na Ucrânia. Ele alertou, no entanto, que a situação é muito séria e dramática. Se a escalada de tensões no país do Leste Europeu continuar, a crise pode chegar a "um ponto sem volta", afirmou.

Os comentários foram feitos em uma coletiva de imprensa que contou com a presença do presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, antes de uma cúpula da União Europeia, que na tarde deste sábado.

A região leste da Ucrânia tem sido palco de confrontos entre soldados ucranianos e insurgentes pró-Moscou. A Rússia tem sido acusada por Kiev e por países ocidentais de ajudar os rebeldes e de deslocar tropas para o território ucraniano, alegações que Moscou nega.

Para Barroso, um cessar-fogo na Ucrânia exige garantias claras vindas da Rússia sobre segurança e controle de fronteira. As sanções "não são um fim em si", mas um meio para dissuadir a Rússia de desestabilizar ainda mais a Ucrânia, afirmou o dirigente, em meio a especulações sobre novas medidas punitivas contra Moscou.

Por outro lado, se os países membros da União Europeia optarem por sanções adicionais, ele disse que o trabalho já está preparado. O presidente da Comissão Europeia afirmou que espera que os Estados do bloco europeu estejam "prontos" para tomar novas ações contra a Rússia.

Poroshenko afirmou neste sábado que o conflito na Ucrânia significa um risco muito alto para a paz e para a estabilidade na Europa. Para o presidente ucraniano, uma forte resposta da União Europeia é necessária porque o país está sujeito à "agressão militar e terror", uma vez que milhares de soldados russos e centenas de tanques foram deslocados para o leste da Ucrânia.

De acordo com Poroshenko, não há dúvidas que os líderes da União Europeia tomarão uma decisão para preparar novas sanções contra Rússia. Com informações da Dow Jones e da Associated Press