1. Usuário
Assine o Estadão
assine


UE e Cuba retomam negociações para acordo bilateral

O Estado de S. Paulo

27 Agosto 2014 | 15h 37

Segunda etapa do encontro ocorre em Bruxelas e deve abordar temas econômicos e de cooperação entre o bloco e o regime 

AP Photo/Felipe Dana
O presidente de Cuba, Raúl Castro

BRUXELAS - A União Europeia e Cuba começaram nesta quarta-feira, 27, em Bruxelas a segunda rodada de negociações para a assinatura de um acordo bilateral. No encontro, devem ser discutidas questões econômicas e de cooperação. Temas políticos e institucionais, mais delicados, devem ser deixados para um segundo momento. 

As conversas estavam previstas para durar até o fim do dia. Segundo fontes diplomáticas da UE, há um compromisso muito construtivo e a delegação cubana está pronta para aportar ideias e buscar soluções que levem a um acordo. 

Outra seção de trabalho está prevista para amanhã. Detalhes sobre possíveis avanços só serão divulgados depois do fim da rodada de negociações. "Há uma escassez de informações porque as questões tratadas são sensíveis", disse uma fonte da UE. 

Cuba é o único país da América Latina que não tem um acordo com a UE. O bloco condiciona o diálogo com Havana a avanços democráticos e em matéria de direitos humanos. Em fevereiro, depois de mais de um ano de negociações, a UE decidiu dar OK para a retomada das negociações bilaterais com o regime dos irmãos Castro. 

A delegação cubana no encontro é chefiada pelo vice-chanceler Abelardo Moreno. Os europeus são liderados pelo diretor-geral para as Américas da diplomacia da UE, Christian Leffler.

Em abril, Leffler demonstrou otimismo com um acordo "sólido, ambicioso e construtivo". "Devagar, tem havido mudanças importantes em Cuba na área da economia, estruturas sociais e políticas", disse, à época. / EFE