Último socorrista é resgatado e termina missão na mina

O último socorrista, Manuel González, chegou à superfície à 0h32, encerrando o processo de resgate dos 33 mineiros, na mina de San José, no Chile. Ele iniciou o processo de subida à 0h24 e ao chegar foi saudado pelo presidente chileno Sebastian Piñera. "Espero que nunca mais tenhamos mineiros vivendo esse tipo de situação", disse González ao presidente. Na sequência, Piñera colocou uma tampa fechando o túnel por onde os 33 mineiros e o seis socorristas foram resgatados. Lá embaixo, antes de entrar na cápsula "Fênix 2", González fez uma saudação à câmera que leva imagens à superfície e agradeceu pelo sucesso da operação. "Finalmente terminou", disse ele, antes de iniciar seu processo de subida. González tem 12 anos de experiência em resgate em minas e estava lá embaixo, a 622 metros de profundidade, há mais de 24 horas. Ele havia sido o primeiro a descer até os trabalhadores, ontem, nos primeiros minutos da quarta-feira, preparando o resgate do primeiro mineiro salvo, Florencio Ávalos, que chegou à superfície à 0h11 de quarta-feira.

Agência Estado

14 Outubro 2010 | 00h52

Mais conteúdo sobre:
Chile mineiros resgate último socorrista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.