Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Internacional

Internacional » Vargas Llosa critica Trump e o chama de 'palhaço e racista'

Internacional

Cláudia Trevisan / Estadão

Vargas Llosa critica Trump e o chama de 'palhaço e racista'

Ele é um perigo para os Estados Unidos, afirma o ganhador do Nobel, que concorreu à presidência peruana em 1990

0

O Estado de S. Paulo

01 Março 2016 | 14h10

LIMA - O escritor peruano ganhador do Nobel Mario Vargas Llosa disse nesta terça-feira que Donald Trump é um "palhaço" e um "racista" que levará o Partido Republicano à derrota se for escolhido para disputar a eleição presidencial de novembro nos Estados Unidos pela legenda.

"Ele é um perigo para os Estados Unidos", disse Vargas Llosa, que concorreu à Presidência do Peru em 1990 como candidato da centro-direita.

"É um país muito importante para o resto do mundo para ter na Casa Branca um palhaço, um demagogo e um racista como o senhor Trump", afirmou o escritor em entrevista coletiva em Madri para marcar o lançamento de seu novo romance, "Cinco Esquinas".

Trump, líder nas primárias republicanas, disse durante a campanha que pretende construir um muro ao longo da fronteira dos Estados Unidos com o México e deportar 11 milhões de imigrantes ilegais. Ele também sugeriu, no lançamento de sua candidatura em junho, que os imigrantes mexicanos são estupradores e traficantes de drogas.

Vargas Llosa disse que a campanha "aparentemente imparável" de Trump deve garantir mais um mandado presidencial para o Partido Democrata. "Hillary Clinton com certeza vai conquistar uma vitória expressiva se o candidato republicano for Donald Trump", disse.

Vargas Llosa, de 79 anos, ganhou o Nobel de Literatura em 2010 e atualmente passa a maior parte do tempo em Madri. Ele é reconhecido por livros que abordam a estrutura política de poder na América Latina, como "Batismo de Fogo". / REUTERS

Mais conteúdo sobre:

Comentários